Blog Pet Money

Depois de vinho para gatos, empresa lança versão da bebida para cães
Comentários 1

Maria Carolina Abe

Dog behind used wine corks and bootle.

Imagem: iStock/walik

Por que beber sozinho? Com esse slogan, a empresa norte-americana Apollo Peak™ quer chamar a atenção dos humanos e vender mais vinho.

Primeiro, a empresa lançou a bebida para gatos, nas versões Pinot Meow™ e MosCATo™. Agora, saíram as versões para cães: ZinfanTail™ e CharDOGnay™.

vinhos

Da esquerda para a direita: ZinfanTail™, CharDOGnay™,Pinot Meow™ e MosCATo™

Os produtos parecem vinho de verdade, mas não são. Eles não contêm álcool e são feitos de beterraba e ervas orgânicas –no caso dos gatos, usam erva do gato (catnip); para os cães, levam hortelã e camomila.

A empresa diz que as bebidas trazem benefícios à saúde dos pets. No caso dos gatos, ajuda a relaxar. Para os cães, o hortelã tem benefícios para o sistema digestivo e a camomila é um relaxante natural.

gatinho

Tocou, lambeu, relaxou! Modelo prova o Pinot Meow – Imagem: Divulgação

As bebidas são vendidas em garrafas de 350 ml por US$ 17,95 (cerca de R$ 56), mais US$ 3,95 (R$ 12,50) de frete. A venda é feita pelo site da empresa e em lojas parceiras. Infelizmente, os produtos não são entregues no Brasil –apenas nos EUA.

Empresa nos EUA lança vinho exclusivamente para gatos

Vinho japonês para gatos

Em 2013, uma empresa japonesa havia lançado o Nyan Nyan Nouveau, um “vinho'' especial para os felinos, cujo nome remete ao vinho Beaujolais Nouveau, muito popular no Japão.

Como as novas versões, a bebida também não era alcoólica: era suco de uva Cabernet com vitamina C e erva do gato.

Cerveja para cães

No Brasil, são vendidas algumas marcas de “cerveja'' para cães. Elas também não são exatamente cerveja. É feita com água e malte, mas não tem álcool e leva sabores como carne ou frango.

599894_454942027912993_1290638406_n

 

Mais informações: http://www.apollopeak.com/


Parque Villa-Lobos tem pista de gelo e trenó para cães; hoje é o último dia
Comentários Comente

Maria Carolina Abe

Petz trenó

Imagem: Divulgação/Petz

O Parque Villa-Lobos, na zona oeste de São Paulo, recebe até as 19h deste domingo (17) uma pista de patinação no gelo gratuita.

Os animais também podem participar da brincadeira usando um trenó, desenvolvido especificamente para eles pela rede de pet shop Petz. O “veículo'' comporta cães pequenos e médios, de até 12 kg.

É possível passear com o pet no trenó por cerca de 15 a 20 minutos, dependendo da fila.

Como participar?

Basta apresentar documento com foto e preencher um termo de responsabilidade.

Quem pode?

A patinação é permitida para adultos e crianças acima de cinco anos. Menores de 14 anos devem estar acompanhados de pais ou responsáveis e menores de cinco terão trenó à disposição.

Tem proteção?

Os participantes recebem equipamento de segurança: luva, joelheira, cotoveleira, capacete e patins, além do kit de higiene. Cinco monitores ajudam na patinação.

Quanto custa?

É gratuito.

Quando é?

Neste domingo (17), das 11h às 19h

Onde fica?

Anfiteatro do Parque Villa-Lobos
Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001, Alto dos Pinheiros, São Paulo
Site: http://parquevillalobos.sp.gov.br/

Você consegue contar quantos cachorros existem aqui?

Curtiu?

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogpetmoney
Siga no Instagram (pet_money) e no Twitter (@blogpetmoney)
Mande sugestões para: petmoney@uol.com.br


Vinícola em São Roque (SP) promove desfile e concurso de cães neste domingo
Comentários 5

Maria Carolina Abe

Imagem: damedeeso/iStock

Imagem: damedeeso/iStock

Gosta de vinho e de cachorro? Uma opção de passeio para este domingo (17) é conhecer a vinícola Góes, em São Roque, a 66 quilômetros de São Paulo.

A vinícola promove “Um Domingo Bom pra Cachorro'', evento em que os donos podem levar seus animais de estimação para visitar a sede da empresa.

A partir das 10h estão previstos shows de cães adestrados e desfile de cães com seus donos. Um concurso irá premiar o maior cão, o menor cão, o mais parecido com o dono, o mais fashion e o mais exótico.

O evento faz parte do Festival de Inverno da vinícola, que vai até 31 de julho, e é organizado em parceria com a a Agroverde S.R. e a Total Alimentos.

Serviço:

Vinícola Góes
Estrada do Vinho, km 9, Canguera, São Roque (SP)
Mais informações: www.vinicolagoes.com.br, (11) 4711-3500 ou atendimento@vinicolagoes.com.br

Empresa nos EUA lança vinho exclusivamente para gatos

Curtiu?

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogpetmoney
Siga no Instagram (pet_money) e no Twitter (@blogpetmoney)
Mande sugestões para: petmoney@uol.com.br


Empresa deixa funcionários levarem cachorros ao escritório, e foi uma festa
Comentários 50

Maria Carolina Abe

Acompanhamos o primeiro dia de Abdul no trabalho; veja como foi

Penteado feito, pulôver novo e gravatinha borboleta: Abdul caprichou no visual para seu primeiro dia no trabalho. Logo que chegou já fez amigos –e foi assim ao longo do dia. Pegou o crachá e o kit de boas-vindas e foi para sua mesa. À vontade, até tirou um cochilo durante o expediente.

pet no trabalho.03

Na última sexta-feira (24), a Nestlé permitiu que os funcionários levassem os animais de estimação à sua sede, na zona oeste de São Paulo. A mineira Raquel Meirelles, 24, trainee de Vendas, levou o pequeno Abdul, de 6 meses.

pet no trabalho.02

OBS: Raquel tem dois cachorros, mas só podia escolher um. Ela optou por levar Abdul porque a outra cadelinha, a Juli, estava se recuperando de uma cirurgia e precisava de repouso.

Como foi? Festa!

Foram 90 (sim, 90!) bichinhos reunidos pela empresa, incluindo alguns gatos pingados –a reportagem contou pelo menos dois felinos no local.

nestle

Quase não coube todo mundo na foto oficial.

pet no trabalho.05

A convivência foi amistosa e pacífica, de modo geral, permeada apenas por alguns latidos, por parte dos cães, e muitos “óun''s, por parte dos humanos.

nestle4

“Eu lembro de poucos dias em que eu vi tantas pessoas sorrindo ao mesmo tempo com o que está acontecendo, como hoje'', disse o diretor de Recursos Humanos da empresa, Luiz Fruet.

fruet

Se as pessoas ficam cuidando de seus pets, ou apreciando o bicho alheio, elas não acabam trabalhando menos? Segundo Fruet, isso pode até acontecer no dia do evento em si, mas o impacto da ação entre os funcionários e no ambiente de trabalho “não poderia ser melhor''.

Pesquisas apontam que ter cães no escritório ajuda a reduzir o estresse, aumenta a interação entre os funcionários e melhora o ambiente de trabalho.

Segundo o diretor de RH da Nestlé, o “Pet Day'' foi um teste e a ideia é repetir a experiência.

Como lidar? 

Antes de receber a cachorrada toda, no entanto, a empresa precisou se preparar e estipular algumas regras com os funcionários.

Primeiramente, um andar inteiro do prédio foi reservado para ser “pet free'', ou seja, um espaço para quem não gosta de bichos, tem medo ou alergia, por exemplo. A empresa também aconselhou que todos tentassem marcar reuniões para outros dias.

Ao chegar ao prédio, cada animal recebeu um crachá com seu nome, além do nome e telefone do dono. Ganharam um kit com vasilha para comer/beber e tapete higiênico.

nestle5

Os donos foram instruídos a manter o pet sempre com coleira, no colo ou no chão, mas por perto. Também deveriam ter um plano B para levar o bicho de volta para casa se algo desse errado.

Evento importado 

O “Pet Day'' fez parte da Semana de Qualidade de Vida da Nestlé, que teve atividades para promover o bem-estar dos empregados. Foi a primeira vez que a companhia liberou a visita dos animais de estimação ao escritório em São Paulo.

O evento foi inspirado em uma iniciativa que já existe no exterior. O “Take Your Dog to Work Day'' (Dia de Levar seu Cão ao Trabalho) foi criado no Reino Unido em 1996 e nos EUA em 1999 e acontece sempre em uma sexta-feira durante o verão.

A ideia foi da associação Pet Sitters International –que reúne “babás'' profissionais de bichos de estimação– para celebrar a companhia dos cães e promover as adoções. A proposta é que os funcionários apresentem seus cachorros aos colegas de trabalho, incentivando-os a adotar um bichinho.

A entidade fornece apoio e informações às empresas sobre como se adaptar para receber os bichinhos. Eles não têm nenhum tipo de número ou registro de quantas companhias participam da ação, mas afirmam que o interesse pelo evento aumenta a cada ano.

Na internet

Vários funcionários compartilharam sua experiência nas redes sociais. Veja alguns casos abaixo.

Na maioria dos casos, deu tudo certo, mas… sempre há exceções.

Curtiu?

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogpetmoney
Siga no Instagram (pet_money) e no Twitter (@blogpetmoney)
Mande sugestões para: petmoney@uol.com.br


Cão pastor é vendido por quase R$ 75 mil em leilão na Inglaterra
Comentários 3

Maria Carolina Abe

13178736_1237887816256724_5034055628723535516_n

Ele não é só mais um rostinho bonito. O Border Collie Cap é também muito bom no que faz. Tanto que alguém decidiu pagar 14.805 libras esterlinas (cerca de R$ 75 mil) para levá-lo para casa –ou melhor, para o pasto.

O cão pastor de 16 meses foi vendido na sexta-feira (13) por essa fortuna em um leilão em Skipton, uma cidade em North Yorkshire, na Inglaterra. O valor foi recorde, segundo a imprensa especializada. O comprador foi uma pessoa da Irlanda do Norte, não identificada.

O que faz de Cap um trabalhador tão valioso? “Ele é um cão especial, com poder verdadeiro, e tem um efeito calmante nas ovelhas'', disse Padraig Doherty, criador do cachorro em entrevista à rede britânica BBC. Ele tem uma criação de cães de pastoreio no condado de Donegal, na Irlanda.

Veja Cap em ação clicando no vídeo abaixo:


Aérea quebra regra e leva animais a bordo de avião após incêndio no Canadá
Comentários 20

Maria Carolina Abe

É importante ter regras –e saber quando quebrá-las. Nos últimos dias, uma companhia aérea canadense permitiu que vários passageiros levassem seus animais a bordo do avião: no chão, no colo, nos assentos, sem caixinha de transporte nem nada.

Reprodução/Facebook

Cachorro viaja a bordo de avião da Canadian North – Foto: Facebook/Carmen Allison C

13138919_10153857432577284_6373379852390789220_n

Tá tranquilo: cão deita perto dos pés do dono dentro do avião – Foto: Facebook/Wanda Murray

Um incêndio florestal atingiu uma área perto de Fort McMurray, na região central do Canadá, desde 1º de maio. O fogo continua fora de controle e pode durar meses, segundo autoridades canadenses.

Foto:Divulgação/ALBERTA RCM/AFP

Foto:Divulgação/ALBERTA RCM/AFP

 

Quase todos os 88 mil moradores da cidade tiveram que ser retirados do local às pressas. Não foram registradas mortes.

Parte das pessoas foi para abrigos –alguns levando seus animais de estimação.

Evacuees from the Fort McMurray wildfires wait to file insurance claims at a shelter in Lac la Biche, Alberta, on Friday, May 6, 2016. More than 80,000 people have left Fort McMurray in the heart of Canada' oil sands, where the fire has torched 1,600 homes and other buildings. (Ryan Remiorz/The Canadian Press via AP) MANDATORY CREDIT ORG XMIT: RYR101

Moradores e seus cães em abrigo no Canadá – Foto: Ryan Remiorz/The Canadian Press via AP

 

A man and his dog sleep on a makeshift bed at a recreational centre in Lac la Biche, Alberta on May 5, 2016 after fleeing forest fires north of Fort McMurray. Raging wildfires pressed in on the Canadian oil city of Fort McMurray Thursday after more than 80,000 people were forced to flee, abandoning fire-gutted neighborhoods in a chaotic evacuation. No casualties have been reported from the monster blaze, which swept across Alberta's oil sands region driven by strong winds and hot, dry weather. / AFP PHOTO / Cole Burston

Cachorro ao lado do dono, que dorme em um abrigo após o incêndio em Fort McMurray – Foto: Cole Burston/AFP

Outros acabaram deixando os bichos para trás, à espera de resgate (felizmente, alguns foram resgatados por membros da Sociedade Protetora dos Animais (RSPCA, na sigla em inglês) ou por voluntários.

Foto da Sociedade Protetora dos Animais mostra caixas com bichos que foram resgatados

Foto divulgada pela Sociedade Protetora dos Animais mostra caixas com bichos que foram resgatados

Outros moradores decidiram pegar um avião e voar para longe do incêndio. Para atendê-los, a companhia Canadian North fez voos extras. Entre 4 e 8 de maio, a companhia diz ter operado 294 voos charter saindo ou chegando a Fort McMurray, carregando quase 17 mil passageiros.

Entendendo se tratar de uma situação excepcional, a empresa liberou que os passageiros levassem seus animais a bordo –afinal, não tinham como voltar para casa ou ir a uma loja buscar uma caixa de transporte.

Cães, gatos e até tartarugas foram transportados dentro dos aviões. Veja algumas fotos postadas nas redes sociais.

Foto: Facebook/Carmen Allison C

Aeromoça tira selfie dentro do avião, mostrando um cão ao fundo – Foto: Facebook/Carmen Allison C

13151666_10156926539675077_8606363986383843301_n

Aeromoça posa para foto com passageira levando sua tartaruga – Foto: Facebook/Carmen Allison C

Cachorro folgado viaja no colo, a bordo de avião da Canadian North - Foto: Facebook/Wanda Murray

Cachorro folgado viaja no colo, a bordo de avião da Canadian North – Foto: Facebook/Wanda Murray

Mais um folgado que quis ir no colo do dono durante a viagem - Foto: Facebook/Wanda Murray

Mais um folgado que quis ir no colo do dono durante a viagem – Foto: Facebook/Wanda Murray

Foto

Dois cães aproveitam para deitar pertinho durante o voo – Foto: Facebook/Wanda Murray

No colo, no chão... os cães foram por todos os lados do avião - - Foto: Facebook/Wanda Murray

No colo, no chão… os cães foram por todos os lados do avião – – Foto: Facebook/Wanda Murray

Dono viaja com o cachorro após incêndio no Canadá - Foto: Facebook/Wanda Murray

Dono viaja com o cachorro após incêndio no Canadá – Foto: Facebook/Wanda Murray

Vários cães a bordo do avião, todos aparentemente calmos - Foto: Facebook/Wanda Murray

Vários cães a bordo do avião, todos aparentemente calmos – Foto: Facebook/Wanda Murray

13173777_10207690979805665_2318684683619281273_n

Cachorro 'faz selfie' a bordo do avião – Foto: Reprodução/Facebook

 

 


Cães ganham banheiro exclusivo em aeroporto de NY, com grama e hidrante
Comentários 7

Maria Carolina Abe

Banheiro para pets fica entre o masculino e o feminino / Foto: William Mathis/AP

Entre os banheiros feminino e masculino, a plaquinha indica: ali é lugar de cachorro. O aeroporto internacional John F. Kennedy, em Nova York (EUA), inaugurou há poucos dias uma área exclusiva para os pets fazerem suas necessidades.

O ambiente, de cerca de 6,5 metros quadrados, tem grama sintética e um hidrante vermelho para “incentivar'' os bichos mais desconfiados. Fica na área de embarque, ou seja, depois de passar pelo controle de segurança do aeroporto.

In this April 26, 2016 photo, John John visits the new pet relief area at New York's JFK airport before he and his owner Taylor Robbins head home on a flight to Atlanta. A new "pet relief" area has opened in the international air terminal at JFL to help passengers taking their dogs on a long flight. (AP Photo/William Mathis) ORG XMIT: NYR303

O cachorro John John foi conferir o novo 'point' / Foto: William Mathis/AP

Para os donos, são oferecidos sacos plásticos e uma mangueira, para deixar a área limpinha para os próximos visitantes.

É lei nos Estados Unidos

Uma regra do Departamento de Transportes dos Estados Unidos determinou que, até agosto deste ano, todos os aeroportos do país que recebem mais de 100 mil passageiros por ano devem ter uma área específica para as necessidades dos pets (“pet relief area'', em inglês).

A regra estabelece que deve haver pelo menos uma dessas áreas por terminal. Não há especificações sobre como deve ser o local, mas o governo recomenda que cada aeroporto peça consultoria para entidades de sua região para desenvolver o melhor “layout'' para pets e donos.

O motivo dessa regra não é apenas o crescente número de viajantes que querem levar seus bichos de estimação junto. O foco mesmo são os animais de serviço: entre eles, cães-guia para cegos e cães de terapia, que ajudam as pessoas a lidarem com o estresse de voar, por exemplo. Mas… todos os demais também são bem-vindos –inclusive gatos.

Banheiros caninos à vontade

Pode até parecer novidade para muitos brasileiros, mas já há banheiros para cães em vários aeroportos dos Estados Unidos. O site norte-americano PetFriendlyTravel.com reúne uma lista.

Segundo o site, porém, a maioria fica na área anterior ao embarque. Assim, depois que o passageiro passa pelo controle de segurança, não há mais banheiro para o pet. Se o bicho ficar com vontade, vai exigir toda uma logística: o dono terá que deixar a área de embarque e, depois, para voltar, passar novamente pela fiscalização. O perigo é demorar demais e acabar perdendo o voo.

Veja outros banheiros caninos em aeroportos nos EUA:

Em 2009, a American Airlines criou um banheiro externo no aeroporto JFK, em NY

Em 2009, a American Airlines criou um banheiro externo no aeroporto JFK, em NY

Banheiro para pets no aeroporto de San Diego / Foto: Kate Ter Haar/Flickr

Banheiro para pets no aeroporto de San Diego / Foto: Kate Ter Haar/Flickr

Banheiro na área externa do Aeroporto Internacional de Miami

Banheiro na área externa do Aeroporto Internacional de Miami

No aeroporto de Miami, há vários outros pontos para os pets, como mostra o mapa.

ANIMALRELIEFAREA

Leia também:

Curtiu?

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogpetmoney
Siga no Instagram (pet_money) e no Twitter (@blogpetmoney)
Mande sugestões para: petmoney@uol.com.br


‘Fashion Week’ em Santos (SP) leva cães para a passarela; foco é moda verão
Comentários 1

Maria Carolina Abe

Modelos desfilando as criações de estilistas para o verão em 10 metros de passarela. Não, não se trata da São Paulo Fashion Week, que acontece nesta semana em São Paulo. É a Pet Fashion Week, que acontece de sexta-feira (29) a domingo (1º) em Santos, a cerca de 70 km da capital paulista.

8 - 10891468_1534395260153111_1570019511578244883_n

Os modelos serão cães, selecionados em agências especializadas em animais. Serão três desfiles:

– atletas como o surfista Pauê, o boxeador Popó e o ponta-esquerda Pepe desfilarão com cães resgatados para incentivar a adoção;
– alta costura (Haute Couture): os modelos caninos apresentarão “looks” de cinco estilistas do mercado pet –Cirlene, Loli Pet, Max Fofinho, Allcare Pet e Grazi Monteiro Laços;
-os cães desfilarão, ainda, roupas feitas por estudantes de Moda da Universidade Santa Cecília (Unisanta), localizada na cidade.

Os desfiles acontecem durante a Feira Pet Friends, que terá também apresentações de agility e adestramento, palestras, empresas do mercado pet expondo produtos e serviços, adoção de animais, além de uma fazendinha, com mini porcos, coelhos, lhamas, entre outros animais.

No domingo, serão oferecidos check-up e vacina antirrábica gratuitamente para os animais. Também no domingo, acontece a 1ª Santos Dog Run, corrida para os donos e seus pets.

Mas, atenção: só pode levar o cão ou gato de estimação no domingo e é preciso apresentar a carteirinha com a vacinação em dia.

Serviço:

Feira Pet Friends
Data: de sexta-feira (29) até domingo (1º).
Horários: sexta, das 14h às 22h; sábado, das 10h às 22h; domingo, das 10h às 20h.
Local: Mendes Convention Center, av. General Francisco Glicério, 206, Santos (SP)
Ingressos: R$ 20 (para os 3 dias) e R$ 10 (1 dia)
Mais informações: http://www.feirapetfriends.com/

Pet Fashion Week
Lotação: 272 espectadores por desfile
Sexta-feira (29): às 20h, Haute Couture.
Sábado (30): às 17h, desfile de celebridades com pets; às 20h, Haute Couture.
Domingo (1º): às 15h30, desfile de roupas da Unisanta; às 17h, celebridades com pets; às 18h, Haute Couture.

Veja mais alguns “modelos'' caninos

3 - 10175065_1422218571370781_3596330721907686523_n

4 - 10176223_1429557260636912_8143896917926930977_n

5 - 10403155_1613571705568799_8894747719736586292_n

6 - 10421492_1562671263992177_5005519086288029105_n

9 - 11145043_1610571049202198_4751730940108888775_n


Anúncio no Reino Unido usa cachorro para mostrar que é fácil manobrar carro
Comentários 1

Maria Carolina Abe

cq5dam.web.1280.1280

Você é bom de baliza? O Gerty (acima) é. O cachorro da raça boxer chamou a atenção de pedestres em Londres ao estacionar um carro com perfeição. Bom, na verdade, Gerty ficou só olhando de volta para os curiosos, e o carro fez a baliza sozinho.

cq5dam.web.1280.1280 (1)

Pedestres observam a cena, curiosos

No vídeo de 1 minuto, o boxer aparece sentado no banco do motorista (sim, no Reino Unido a direção fica à direita) enquanto o carro é estacionado, deixando as pessoas ao redor espantadas, comentando entre si e tirando fotos com o celular. Veja abaixo:

Comercial da GM mostra cão 'estacionando' o carro; veja

A cena faz parte de um comercial da Vauxhall, marca da GM no Reino Unido. A empresa divulgou o lançamento de seu novo Corsa, com destaque para o assistente de estacionamento (Advanced Park Assist), um item opcional disponível agora também no carro popular da montadora.

Segundo a fabricante, o sistema detecta o espaço disponível para estacionar e automaticamente calcula a manobra que precisa ser feita para colocar o veículo naquele local. O item custa 495 libras (equivalente a R$ 2.522).

Leia também:

Curtiu?

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogpetmoney
Siga no Instagram (pet_money) e no Twitter (@blogpetmoney)
Mande sugestões para: petmoney@uol.com.br


Cachorros podem voar? E pilotar um avião? Série de TV quer provar que sim
Comentários 1

Maria Carolina Abe

dogsmightfly

Doze cães foram selecionados no Reino Unido para um grande desafio: participar de uma série de TV. Mas eles terão outro desafio maior ainda: tentar pilotar um avião.

A ideia é do programa “Dogs might fly'' (Cães podem voar), produzido pela Oxford Scientific Films e que deve ir ao ar a partir de 28 de fevereiro pelo canal Sky 1. Serão seis episódios de 1 hora cada.

Os cães foram escolhidos em abrigos do país e levados para uma mansão em Sussex, no sul da Inglaterra. Lá eles passaram por exercícios especialmente elaborados para prepará-los para a missão impossível (ou não).

Durante dez semanas, um time de treinadores e especialistas avaliou suas habilidades de comunicação, empatia, memória e raciocínio. Os três melhores irão para uma escola de pilotos e serão treinados para pilotar um avião monomotor.

Carole Hawkins, diretora de Criação da Oxford Scientific Films, disse ao jornal “The Independent” que os testes serão feitos “de forma controlada e segura”. Ao fim da série, todos os cães ganharão um novo lar.

Cães já dirigiram carro

Na escola de pilotos, os cães ficarão sob a supervisão do treinador Mark Vette. Ele ficou famoso em 2012 ao ensinar três cães a dirigir um carro de verdade, em uma iniciativa de uma ONG da Nova Zelândia.

Os cães aprenderam a ligar o carro, acelerar e usar o volante.

Cães resgatados aprendem a dirigir carro na Nova Zelândia

Eles merecem

O objetivo do programa, segundo a produtora, é provar que os cães têm personalidades diferentes, assim como os humanos, e incríveis níveis de inteligência.

“As pessoas desistem deles tão facilmente, e essa série vai nos mostrar porque não devíamos desistir. Eles são merecedores e inteligentes”, disse Jamie Theakston, que vai apresentar o programa.

Não vai dar certo…

O professor de psicologia canina Stanley Coren, da University of British Columbia, em Vancouver (Canadá), disse ao “Independent” que não está convencido do sucesso do desafio.

“Como não esperaríamos que um ser humano de três anos conseguisse pilotar um avião, eu não esperaria que um cão conseguisse também”, disse ao jornal.

Conheça os 12 participantes:

1

Chilli, de 2 anos, é uma mistura de Pastor dos Pirineus 

 

2

Spike, 2 anos e meio, mistura de Parson com Jack Russel Terrier

 

Shadow, 2 anos

Shadow, 2 anos, mistura de Staffordshire Bull Terrier com Collie

 

4

Tess, 1 ano e meio, é da raça Pastor Belga

 

5

Sox, de 18 meses, é uma mistura de Boxer com Labrador

 

6

Honey, de 2 anos, é uma mistura da raça Lurcher

 

7

Spot, 2 anos, é uma mistura de Terrier com Beagle

 

8

Reggie, de 1 ano e meio, é uma mistura de Pastor Alemão com Labrador

 

9

Alfie, de quase 2 anos, é uma mistura de Collie com Lurcher

 

10

Wilf, de 22 meses, é uma mistura de Collie

 

11

Poppy, de 2 anos e meio, é uma mistura de Collie com Kelpie Australiano

 

12

Blondie, de 22 meses, é uma mistura de Labrador

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogpetmoney
Siga no Instagram (pet_money) e no Twitter (@blogpetmoney)
Mande sugestões para: petmoney@uol.com.br